TAGS: "crise"

Mais de 500 famílias são despejadas por dia na Espanha

BBC Em meio à crise econômica que assola a Espanha, mais de 500 famílias são despejadas a cada dia no país por não pagar aluguel ou prestações do financiamento imobiliário. Desde 2008, já foram quase 400 mil execuções hipotecárias. Somente no primeiro trimestre deste ano, o Conselho Geral do Poder Judiciário (CGPJ), órgão do governo, registrou 46.559 despejos. Por dia, 517 famílias foram despejadas suas casas por inadimplência. A... 

NYT diz que Espanha tranca o lixo por conta da fome da população

NYT diz que Espanha tranca o lixo por conta da fome da população
Luciano Pádua – Jornal do Brasil A Espanha, que vive um dos piores momentos desde a Segunda Guerra Mundial, voltou a assistir manifestações públicas nesta quarta-feira (26). Não é para menos. Assolada em uma crise econômica e social, sua população convive com uma taxa de desemprego que beira 25%, número que cresce para 50% entre os jovens. Ao mesmo tempo, o governo de Mariano Rajoy já se comprometeu com as medidas de austeridade exigidas... 

Crise abate companhias líderes no Brasil

Crise abate companhias líderes no Brasil
Zero Hora Apesar do crescimento a jato do mercado doméstico, que dobrou o número de passageiros transportados nos últimos seis anos, o céu não é de brigadeiro para as líderes do setor. Abatidas pela turbulência econômica, TAM e Gol, que já fecharam no vermelho em 2011, amargaram prejuízo somado de R$ 1,6 bilhão no segundo trimestre. Na tentativa de estancar as perdas, a dupla recorreu ao enxugamento de rotas e, com isso, acelera a perda... 

Crise, violência, servilismo e a fantasia coletiva alagoana

Lucrar com as crises que provoca, é da essência dos sistemas opressores. A classe dominante brasileira, aprendeu esta lição desde os tempos da colonização violenta que marca nossa história.

Os colonizadores das mentalidades, na contemporaneidade, também sabem aproveitar as crises para fortalecer interesses próprios e de suas castas.

Alagoas, que até hoje tem caminhado rente ao atraso, seja em economia, educação, cultura, cidadania e mentalidades, conserva o arcaísmo descarado como método de fantasia coletiva, sem resolver problemas pontuais; gerando outros, enquanto torna seus ricos ainda mais ricos.

A saga de fortalecimento dos tucanos alagoanos, adota esse método.

Fere a coletividade em seus interesses e necessidades essenciais, como a baixa empregabilidade, parca mobilidade social, e os índices despencados que representam ausência de soluções societárias, quase absolutas.

No entanto, o governo continua ganhando com isso. Ressalte-se, é o único que consegue ganhar com a miséria social que nos subjuga.

Enquanto a violência que ultrapassa o simbólico se materializa em nossos corpos, matando-nos, o governo brinca de casinha, implantando soluções midiáticas, nas quais insiste em nos convencer de que a realidade não existe, e apenas aquilo que ele próprio aponta é substancial.

Surdo aos apelos da sociedade, divulga dados que não se confirmam no cotidiano das gentes, em nossas vidas postas na mesma berlinda mortal.
Desacostumado a trabalhar com o povo, investe forte na representação das cúpulas, transformando lutas políticas em benefício da vida, em joguetes programados nas cadeiras de veludo do seu gabinete.

A definição do tabuleiro político local é aterradora! A morte ganha sempre, enquanto a vida, transformada em mero objeto de barganha, assume cada vez menos utilidade, pois a massa desqualificada que proliferamos, assume por si, a capacidade de reproduzir braços, se não para o trabalho, seguramente, para o voto!

O caos estebelecido clama por mobilidade. Destemor. Assunção das responsabilidades políticas de cada setor, segmento, representação.
Todo marasmo se transforma em conivência com o desmonte da sociedade democrática e de direitos sobre a qual discursamos, quando convém.

Se não formos nós, alagoanos, a salvar nossa pele coletivamente, continuaremos servindo de mote para os ricos lucrarem com a crise que nos abate, literalmente falando.

Brasília estará a serviço do poder instituído, e não será tábua de salvação para nossa juventude e infância. Essa causa é nossa. A ancestralidade nos deixou exemplos de luta e resistência, para que chegássemos até aqui com a capacidade de pensar novas formas de políticas, contudo, se a nossa opção for partilhar migalhas de direitos, em diálogos servis com os poderes, continuaremos no ponto em que estamos, com sérias tendências a piorar um pouco mais, a cada pleito eleitoral.

Crise reduz preço e eleva oferta de ilhas gregas à venda

Crise reduz preço e eleva oferta de ilhas gregas à venda
G1   Foto: Divulgação/Greek Property Exchange A crise grega está aquecendo o mercado de venda e aluguel de ilhas gregas, segundo empresas que trabalham com esse tipo de propriedade. É possível encontrar preços mais baixos, proprietários mais abertos a negociar, mais propriedades à venda e, se for o caso, ilhas para alugar como forma de reduzir as despesas dos donos. Nos últimos seis meses, o número de ilhas gregas publicamente à venda... 

Novos destinos europeus tentam atrair turista brasileiro ‘gastador’

Novos destinos europeus tentam atrair turista brasileiro ‘gastador’
Paula Adamo Idoeta – BBC O cenário de crise na União Europeia e o aumento do turismo brasileiro no exterior está fazendo com que novos destinos busquem atrair mais viajantes do Brasil, que têm fama de gastadores. Dados da Organização Mundial do Turismo, da ONU, apontam que os turistas brasileiros aumentaram em cerca de 30% seus gastos no exterior entre 2010 e 2011, de US$ 16,4 bilhões para US$ 21,2 bilhões. Com isso, o país passou... 

Crise atual pode ser pior que a Grande Depressão, diz Lagarde

Andréia Lago – Agência Estado A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse hoje que o mundo enfrenta um dos momentos econômicos mais desafiadores desde os anos 1930. Em palestra para estudantes universitários da Universidade de Harvard, Lagarde alertou que a crise na zona do euro ameaça espalhar outra crise financeira global e destacou a incapacidade de “75 milhões de jovens para encontrarem... 

Número de jovens desempregados aumenta 4 milhões em 5 anos, diz OIT

Número de jovens desempregados aumenta 4 milhões em 5 anos, diz OIT
  G1 O mundo ganhou cerca de quatro milhões de jovens desempregados desde 2007, mostra relatório divulgado nesta segunda-feira pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). A organização estima que haverá cerca de 75 milhões de jovens desempregados no mundo em 2012. As projeções do estudo “Tendências Mundiais do Emprego Juvenil 2012” apontam que 12,7% da força de trabalho entre 15 e 24 anos do mundo estarão sem emprego... 

Presença de observadores na Síria tem ‘efeito calmante’ em áreas vistoriadas, diz funcionário da ONU

Presença de observadores na Síria tem ‘efeito calmante’ em áreas vistoriadas, diz funcionário da ONU
ONUBR Em meio à onda de violência na Síria, a presença de observadores militares da ONU teve um “efeito calmante”, em Damasco, o chefe da Missão de Supervisão da ONU na Síria (UNSMIS) e Observador Militar Chefe, Major-General Robert Mood. “O diálogo está se expandindo, tanto com as autoridades como com os grupos da oposição. Acho que é muito cedo para dizer que é uma tendência. Estou mais convencido do que nunca que a violência... 

BC: preços estáveis não são suficientes para garantir economia

BC: preços estáveis não são suficientes para garantir economia
CIRILO JUNIOR – TERRA O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, disse nesta quinta-feira que a estabilidade de preços não é suficiente para garantir a segurança macroeconômica. Para ele, essa foi uma das lições deixadas pela crise econômica detonada em 2008, e que vem tendo reflexos nos mercados europeu e americano até hoje. “A crise demonstrou que apenas as regras microprudenciais, aplicadas isoladamente, não... 
© 2012 - 2014 Repórter Alagoas. Todos os direitos reservados. E-mail: contato@reporteralagoas.com.br Jornalista responsável: Odilon Rios - MTB 840 / AL